Benefícios da Arnica

Benefícios da Arnica
20 Mai

O uso das chamadas plantas medicinais para tratar doenças é uma prática bastante antiga e que permanece até hoje. Ao longo das últimas décadas, muitas pesquisas foram feitas com a proposta de identificar a existência de substâncias nas plantas que fossem capazes de auxiliar na melhoria do bem-estar e também ajudassem a tratar muitas doenças. Nessa matéria você pode conferir quais são os benefícios da Arnica.

Atualmente, a indústria farmacêutica possui milhares de produtos que são feitos a base de plantas e ervas que possuem aplicação na melhoria da saúde. Vamos conhecer 9 benefícios da arnica, contudo entender para que serve esta planta e quais os cuidados que você deve ter na hora de usar.

 

O que é a arnica?

A arnica é uma planta oriunda das regiões montanhosas da Europa, sendo encontrada até 2 mil metros acima do nível do mar, contendo alturas entre 20 e 60 cm e com flores amareladas e de pontas arredondadas, aparecendo em meados do verão e no início do outono.

Esta planta tem muitos nomes populares, entre eles arnica das montanhas, tabaco das montanhas, dórico-da-Alemanha, cravo-dos-alpes, entre muitos outros.

Para que serve a arnica?

As propriedades curativas e os benefícios da arnica para o organismo são inúmeros, e são bastante conhecidos há séculos. Entre as principais propriedades da arnica estão seu poder de cicatrização de ferimentos superficiais, ajudando no combate das dores causadas por contusões e machucados, auxílio ao combate de hemorragias leves, além de ser um ótimo anti-inflamatório natural de uso externo. Ela também é conhecida por sua ação antisséptica, tônica, estimulante e analgésica.

  1. Ajuda no tratamento de problemas de pele

A arnica é rica em ácido carbônico, em flavonoides, em óleos voláteis e outras substâncias benéficas que podem contribuir para melhorar o aspecto da pele, aumentando a hidratação. Ela contém uma substância chamada de sesquiterpeno lactona, conhecida como helenalina, que é o principal restaurador da arnica e, juntamente com os flavonoides, ajuda na renovação da pele.

Além disso, ela possui alto poder de cicatrização, possuindo também propriedades antibacterianas e antissépticas que auxiliam na recuperação da pele em casos de queimaduras, exposição excessiva ao sol e ajudando a reduzir a inflamação da pele causada pela acne e pelas espinhas.

Os extratos desta planta são bastante usados como ingredientes em produtos para tratamento de eczema, coceiras e feridas na pele.

 

  1. Reduz as dores musculares

A arnica é uma das substâncias mais usadas em produtos para a redução de dores musculares. Um estudo realizado em 2003 com um grupo de corredores de maratona que utilizou uma solução homeopática de arnica, mostrou que houve uma redução significativa nas dores musculares. Isto acontece principalmente devido às propriedades anti-inflamatórias desta planta. Que então atua diretamente no combate das dores musculares, sendo excelente no combate das contusões e hematomas.

 

  1. Auxilia no combate dos sintomas da artrite

Uma pesquisa realizada em 2007, com um grupo de pessoas diagnosticadas com osteoartrite nas mãos. Demonstrou também que o uso de gel à base desta planta diminuiu de forma significativa os sintomas de dor. Sendo tão eficaz quanto no uso do medicamento ibuprofeno.

Em outro estudo realizado em 2002 com um grupo de pessoas diagnosticadas com osteoartrite média no joelho. Os cientistas perceberam uma redução significativa da dor e também da rigidez com o uso de gel à base desta planta. Que foi (usado duas vezes ao dia pelo período de 6 semanas).

 

A arnica é uma planta oriunda das regiões montanhosas da Europa e que tem muitos nomes populares. Ela também pode ser vista de forma nativa na Sibéria e nas altas montanhas temperadas da América do Norte.

Entre as principais propriedades desta planta, estão seu poder de cicatrização de ferimentos superficiais. Também ajuda no combate das dores causadas por contusões e machucados. Além de auxílio no combate de hemorragias leves, além de ser um ótimo anti-inflamatório natural de uso externo. Ela também é conhecida por sua ação antisséptica, tônica, estimulante e analgésica.

 


Essa planta está presente na composição do GEL MASSAGEADOR da PROGEL SPORTS! Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:
Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com
Site: https://progelsports.com.br

 

Fonte: https://bit.ly/2JsHpM3

Principais Benefícios mentais do esporte

Benefícios mentais do esporte
13 Mai

Você já ouviu falar que alguém melhorou da depressão após iniciar um esporte? Ou que seu estado emocional mudou após começar a correr por exemplo? Então, veja aqui os principais Benefícios mentais do esporte:

1- Melhora o humor
2- Aumenta a concentração
3- Reduz o estresse e a depressão
4- Melhora a qualidade do sono

 

Nos últimos anos, pesquisas também descobriram que a participação esportiva pode afetar positivamente sua saúde mental. Veja as quatro principais alterações do bem:

 

  1. Esportes melhoram seu humor

Quer uma explosão de felicidade e relaxamento? Envolva-se em uma atividade física. Se você está praticando esportes, malhando na academia ou fazendo um passeio rápido, o esporte provoca a liberação de substâncias químicas cerebrais que fazem você se sentir mais feliz e relaxado. Os esportes coletivos, em particular, oferecem também a possibilidade de se envolver em um desafio satisfatório que melhora sua condição física. Eles também fornecem benefícios sociais, permitindo que você se conecte com colegas de equipe e amigos em um ambiente de lazer.

 

  1. Os esportes melhoram sua concentração

Atividade física regular ajuda a manter suas principais habilidades mentais afiadas e reguladas, o que com a idade tende a diminuir. Isso inclui pensamento crítico, aprendizado e bom senso. Costumo recomendar uma mistura de atividades aeróbicas e de fortalecimento muscular, pois é especialmente mais produtivo. Pesquisas também já comprovaram que participar de atividades esportivas de três a cinco vezes por semana por pelo menos 30 minutos podem fornecer esses benefícios para melhorar a concentração e inclusive a memória.

 

  1. Esportes reduzem o estresse e a depressão

Quando você é fisicamente ativo, sua mente é distraída dos estressores diários. Isso pode ajudá-lo a evitar ser prejudicado por pensamentos negativos. O exercício reduz os níveis de hormônios do estresse em seu corpo. Ao mesmo tempo, estimula a produção de endorfinas. Estes elevam os hormônios naturais geradores de bom humor que podem manter o estresse e a depressão à distância. As endorfinas também tendem à deixá-lo mais relaxado e otimista após um treino intenso. Acredito que mais pesquisas de qualidade são necessárias para determinar a relação entre esportes e depressão, mas costumo recomendar como receita médica inicial após uma consulta: fazer esporte é o melhor remédio para qualquer tristeza e tensão !

 

  1. Esportes melhoram os hábitos de sono

Esportes e outras formas de atividade física melhoram a qualidade do sono. Eles fazem isso ajudando você a adormecer mais rapidamente e aprofundar seu sono (fase do sono onde fazemos a reparação de tecidos, cicatrização e sedimentamos informações). Dormir melhor pode melhorar sua visão mental no dia seguinte, assim como o seu humor. Apenas tome cuidado para não praticar esportes muito tarde no dia. As práticas noturnas algumas horas antes de dormir podem deixar algumas pessoas com muita energia dificultando o sono. Neste caso, troque o horário do esporte.

Fale com seu médico antes de começar qualquer atividade esportiva. Certifique-se de que seu coração esteja saudável o suficiente para exercícios mais intensos.

 

Essa prática pode resultar em dores musculares, por isso não deixe de ter o PROGEL sempre na mochila
Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:
Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

www.progelsports.com.br

 

Fonte: https://glo.bo/2JXfxwz

Paulinho da Runner Suzano no Mundial de Duathlon na Espanha

BLOG-PROGEL
06 Mai

Confira a perspectiva do corredor sobre participar do Mundial de Duathlon na Espanha, um evento muito importante.

 

Posso não ter a melhor corrida, mas sem dúvidas tenho um dos melhores pedais. Pedalando com gigantes no segundo grupo, sendo o único do BR, tive o 5 melhor pedal do Duathlon Sprint seguido do @brunohenriquesgt com 10 seg de diferença e todos os demais de bike com câmbio eletrônico, equipamentos com nível melhores.

 

Isso me faz pensar que estou no caminho certo, novos metas e o plano continua!

 

Foto registra o que melhor sei fazer, feliz e apesar da posição aerodinâmica não parecer seguro, eu estava sim muito confiante e sabia o que estava fazendo, não era uma brincadeira!

 

Primeira experiência em Campeonato Mundial @itumultisport definitivamente uma prova duríssima do início ao fim.

 

Tenho treinado muito a Corrida pensando na evolução diária , mas ainda não consegui atingir um nível ideal para brigar com os grandes , esses Espanhóis Britânicos e Americanos correm fácil.

 

Uma transição relativamente boa e partimos para o melhor momento da prova , o ciclismo é sim pra mim o melhor momento, com varios atletas escapados e outros que não aguentaram o primeiro grupo logo fui buscando junto com mais alguns Britânicos e Austríacos e formando o segundo pelotão , quando no 3 km furou meu pneu , o pneu tubular com vedante colocado pela @bikenakashima me salvou para que eu pôde-se dar seguimento , claro que orei durante toda a prova pedindo para Deus que me deixasse concluir a prova da forma que fosse , graças a Deus segui firme em um ciclismo brutal com os 10 primeiros km pesados com subida , logo na retomada assumi o pelotão de volta , descendo entre os 3 primeiros do pelotão , assumindo a cabeça e brincando feliz da vida colocando pressão nos europeus , eu nem queria saber o que tinha pela frente , logo assumi o pelote e sprintei na descida chegando a 70 km/h fazendo aquela sentada clássica no quadro da bicicleta para melhorar a aerodinâmica, foi um momento único e mágico pra mim , me senti um atleta de elite fazendo aquilo, fechando a prova com o 5 melhor pedal do grupo 25/29.

 

Seguimos firmes pra ultima corrida tentando encaixar o ritmo pesado após um pedal brutal , fechando a prova num sprint com um Americano, cruzando a linha de chegada com 1:01:23 hs , feliz da vida é muito emocionado , nesta hora um filme passa na sua cabeça lembrando de tudo que passou na vida e o quanto lutou para chegar ali , orei e agradeci muito a Deus pela oportunidade!

.

.

Assim foi @itupontevedra19

 

Obrigado a todos vocês !

 

@triathlonsp @triathlonbrasil

 

Texto: Paulinho Runner Suzano

Guia completo do treino cruzado e do crossfit

Guia-completo-do-treino-cruzado-e-do-crossfit
29 Abr

O cross training, treino cruzado ou treino funcional é um esporte que combina os exercícios e os movimentos de várias atividades físicas tais quais o levantamento de peso, os esportes de combate, a musculação, o fitness, a halterofilia, entre outros.

De forma prática, o cross training completa o treinamento tradicional de musculação, que tem como objetivo trabalhar um músculo isolado.

E verdade que nos últimos anos, o treino cruzado tornou-se um esporte da moda, acessível a todos, que tende a impor-se como “A” disciplina do retorno à forma. O cross training embora seja a junção de várias outras práticas esportivas, difere dos outros métodos pela sua intensidade que é bem maior do que no treino clássico.

No cross training, a sequência de exercícios tende a mobilizar todos os músculos, contando com um tempo de recuperação curto (quanto mais forte a intensidade mais os exercícios se tornam difíceis). Durante uma sessão de cross training os movimentos funcionais solicitam todas as cadeias musculares para produzir um movimento natural como correr, pular, jogar, atirar…

A grande diversidade dos exercícios tornam as sessões muito variadas e lúdicas, o que atrai um grande número de praticantes que preferem a heterogeneidade do treino cruzado à homogeneidade da boa e velha musculação.

A seguir, algumas informações essenciais sobre a prática de treino cruzado, uma atividade física na moda e que não para de crescer…

O treino cruzado e seus benefícios
Em primeiro lugar quando se fala dos benefícios do treino cruzado, encontramos um treino focado no reforço muscular de qualidade, induzindo um ganho muscular e uma perda de gordura (através da queima de calorias).

Não estamos dizendo que uma sessão de treinamento será suficiente para perder peso, mas que a prática regular de um treino de alta intensidade pode acelerar o processo de queima de calorias, resultando em perda de peso.

O interesse do cross training é, fundamentalmente, permitir que o praticante nutra uma melhor relação com o seu corpo, melhorando também a sua relação social com os outros.

Fazer esportes libera os chamados “hormônios da felicidade” (endorfinas, dopamina, serotonina, oxitocina): assim, uma sequência do tipo HIIT intensiva atuará positivamente nas funções metabólicas do sangue, sistema nervoso e cardiorrespiratório e cardiovascular.

As atividades esportivas do treinamento cruzado – sempre variadas e não repetitivas- permitem que os praticantes se motivem – ao mesmo tempo que melhora suas capacidades físicas:

– resistência muscular,
– velocidade,
– resistência cardiovascular,
– força,
– potência,
– agilidade,
– coordenação,
– flexibilidade,
– precisão,
– equilíbrio e habilidades motoras
Atentamos para o fato de que praticar esporte faz bem não somente para o físico mas também para o sistema emocional. A saúde deve sempre ser prioridade quando se trata de prática esportiva.

Embora seja possível realizar suas sessões de cross training em seu próprio domicílio, prefira sempre estar acompanhado de um cocah esportivo. É essencial realizar os exercícios de forma correta, mantendo uma boa postura para evitar machucados e acidentes que muitas vezes são irreversíveis.

O guia de treinamento do cross training
O cross training é tão intenso que em pouco tempo você começará a notar o resultado, que vai desde o aumento do número de calorias queimadas, passando pelo ganho de massa magra e de músculos fortes e tonificados.
Alguns exercícios específicos fazem parte de uma sessão de treino de cross training. A realização correta desses exercícios e movimentos é essencial e definitiva para que a técnica funcione.

Como já dissemos, o uso de aparelhos e equipamentos em uma sessão de cross training é opcional. No entanto, alguns items otimizam o treino, além de deixar o treino mais variado e lúdico. Corda de pular, saco de areia, halteres, barra de puxar ou kettlebell sçao alguns dos materiais chaves em um treino de cross training.

Confira uma ideia de treino típica para uma primeira sessão de cross training para iniciantes:

Pro aquecimento:

Jump strap training : agaiche respeitando a linha dos joelhos, suba rapidamente e pule. Repita o exercício.
Revestimento dinâmico: para fortalecer o tórax e o tríceps, utilize a ponta dos pés ou os joelhos, desça o peito ao nível do solo e expire enquanto estica o braço voltando para a posição inicial.
Row strap training: com os braços estendidos, puxe a correia, trazendo cotovelos para perto do corpo.
Uma vez que o corpo está aquecido, compor a sessão de três exercícios :

5 Pull up: para trabalhar costas e bíceps. Em uma barra de tração, posicione o queixo acima da barra e expire enquanto puxa,
10 Push up: flexão utilizando a ponta dos pés ou os joelhos, lembre-se de inspirar ao descer
15 Agachamento: Agachamento, inspirando durante a descida e expirando na subida.
Essa sessão pode ter uma duração de 30 minutos até uma hora dependendo do praticante. Uma vez mais recomendamos que sua sessão de cross training seja supervisionada por um personal trainer ou coach esportivo experiente! Sua saúde agradece…

 

Essa prática pode resultar em dores musculares, por isso não deixe de ter o PROGEL sempre na mochila
Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:
Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

Fonte: https://bit.ly/2UqVSt9

 

Pilates: Guia Para Iniciantes

progel
22 Abr

Nas últimas décadas o pilates conheceu um grande sucesso e se tornou uma das atividades físicas mais procuradas. Os praticantes de pilates buscam, geralmente, mais equilíbrio e qualidade de vida através da prática de exercícios e de um estilo de vida mais saudável.

 

Uma das filosofias pregadas pelo método pilates é justamente o equilíbrio físico e espiritual, que pode ser alcançado por meio de práticas que permitem reconectar o corpo e a mente. O pilates promete uma redescoberta de si mesmo e traz muitos preceitos semelhantes aos pregados pelo yoga.

 

Quando Joseph Pilates criou a disciplina, por volta de 1920, ele se inspirou de diferentes atividades físicas e esportivas, tais quais o kung-fu, o boxe, a ginástica e o hatha-yoga. Sua idéia era oferecer um tipo de atividade física capaz de proporcionar não apenas bem-estar físico, mas também espiritual.

 

Partindo desse princípio, o primeiro objetivo do pilates é a qualidade dos movimentos e não a quantidade ou intensidade, permitindo que o praticante saia da aula revigorado após a prática.

 

Assim, aliando exercícios de força, concentração, alongamento e relaxamento,  além de manter o corpo em forma, o pilates permite manter uma conexão profunda com a mente.

 

Se você tem vontade de fazer aulas de pilates, mas não sabe por onde começar, leia nosso guia e saiba tudo sobre essa disciplina e como fazer aulas.

 

Como são as aulas de pilates?

Inspirando-se em diferentes atividades físicas, Joseph criou o método pilates como uma alternativa de atividade para pessoas com algum tipo de patologia.

O pilates é uma disciplina bastante semelhante ao yoga para iniciantes em alguns aspectos, principalmente no que se refere ao equilíbrio físico e mental. Seu criador se inspirou e buscou influências na filosofia de vida indiana e na medicina tradicional chinesa.

 

Um aspecto muito positivo do pilates é que ele trabalha diferentes grupos musculares ao mesmo tempo. Por meio de movimentos suaves e contínuos, sempre dando ênfase à concentração, os exercícios vão agir no fortalecimento e na estabilização dos músculos centrais do corpo.

 

A prática constante traz equilíbrio entre força muscular e resistência física, além de conectar o corpo à mente, proporcionando maior qualidade de vida e bem-estar. Uma aula de pilates dura em média de 45 a 60 minutos, seja uma aula em grupo ou individual. São trabalhados os músculos mais profundos do corpo, a postura através do alinhamento da coluna vertebral, assim como a respiração.

 

Baseando-se em 6 princípios fundamentais (centro de força, concentração, controle, fluidez, precisão e respiração), os exercícios de pilates têm por objetivo principal desenvolver uma tomada de consciência do próprio corpo como sendo uma extensão da mente e do espírito.

Como escolher suas aulas de pilates?

Escolher fazer aulas de pilates é uma decisão que deve ser tomada com cuidado . Além do custo elevado das aulas, muitos outros aspectos entram em jogo quando se trata de encontrar um curso que corresponda às suas expectativas.

 

O primeiro deles é a escolha do professor, pois ele é a pessoa que orientará o aluno, seja motivando ou corrigindo a postura e os movimentos. Ele é, dessa forma, a chave para a progressão do aluno.

Assim, é natural querer escolher suas aulas de pilates baseando-se nas qualificações do professor. O instrutor de pilates vai acompanhar você ao longo das sessões, logo é muito importante escolher o profissional adequado.

 

Mesmo que uma aula de pilates não dependa apenas do professor/instrutor, ele é a pedra angular do curso, pois se trata de uma disciplina bastante complexa, que necessita da presença de um profissional capacitado para ser bem executada.

 

Dessa maneira, não adianta se precipitar e escolher a primeira aula de pilates que aparecer pela frente. Antes de se inscrever em uma academia é preciso ficar atento a alguns detalhes como: a qualidade das aulas, a formação e o diploma dos professores, se o ambiente onde são dadas as aulas é adequado para a prática da disciplina, etc.

 

Se for contratar um professor particular, a vigilância deve ser a mesma. Não aceite de cara o oferta daquele que cobra mais barato, pois apesar do preço fazer uma grande diferença na hora de decidir, ele não pode ser mais importante do que a qualidade das aulas.

 

Fique atento também às diferentes modalidades de aulas. Por exemplo, se você é do tipo solitário, ou se seus objetivos são mais focados na progressão rápida do que no espírito coletivo, não hesite em procurar a ajuda de uma professor particular para fazer aulas individuais.

 

Porém, tenha em mente que esse tipo de aula é muito mais cara do que as aulas em grupo. Se você não pode investir uma soma tão alta nas aulas, mas gostaria mesmo assim de começar a praticar pilates, então a solução mais simples é fazer aulas em grupo.

 

Uma aula em grupo, quando ministrada por um professor competente, não possui menos qualidade do que uma aula individual. A maior diferença é que dependendo do número de alunos, o instrutor não poderá dar atenção especial a todos e os exercícios serão mais genéricos, de forma a agradar o maior número de pessoas.

 

Essa prática pode resultar em dores musculares, por isso não deixe de ter o PROGEL sempre na mochila

Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:

Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

Fonte: https://bit.ly/2UqVSt9

Pratique Yoga e Melhore Sua Saúde | Progel

progel
15 Abr

A prática da yoga é benéfica para o corpo. Essa tradição milenar da Índia está se tornando cada vez mais popular hoje. Estima-se que há mais de 2 milhões de praticantes no Brasil!

Existem muitos tipos de aulas de yoga. A escolha ideal depende dos objetivos e as possibilidades de cada um.

Hatha-Yoga, Nidra-Yoga, Ashtanga, Power Yoga… Pode-se, assim aprender yoga a qualquer idade! Se você escolher praticar uma yoga leve ou aulas mais dinâmicas, você se beneficiará disso!

Mas, e quando o corpo não segue, quando sofremos de certas patologias, é razoável recorrer à yoga e praticá-la frequentemente?

Vamos descobrir juntos, de acordo com as patologias, os riscos ou os benefícios que a yoga apresenta.

Em todos os casos, é importante ir ao médico para perguntar se você pode fazer aulas de yoga e se há restrições para fazer certas posições de acordo com seu problema.

 

Podemos fazer yoga com tendinite?

Primeiro problema benigno e muito comum: a tendinite.

Essa inflamação do tendão geralmente está relacionada a gestos repetitivos. Os atletas também estão entre aqueles facilmente suscetíveis a tendinite.

Se a tendinite não for muito grave, a base do tratamento permanece o repouso.

Entre as tendinites frequentes, estão:

– Tendinite de Aquiles,

– Pulso,

– Joelho,

– Cotovelo

– Ou o ombro.

Portanto, é óbvio que, se você sofre de tendinite, a prática de yoga deverá ser adaptada por algumas semanas para não trabalhar o tendão afetado.

Caso contrário, você poderia enfraquecer permanentemente o tendão. A tendinite pode se tornar uma condição crônica, atenção!

Peça dicas para o seu professor sobre como ajustar as posturas e praticá-las, apesar da tendinite.

 

Podemos fazer yoga com artrose?

À medida que envelhecemos, as articulações tornam-se fracas e podem levar a doenças crônicas, como a artrose.

Também chamada de osteoartrite, essa patologia ocorre quando as cartilagens das articulações são danificadas É, portanto, uma doença bastante debilitante uma vez que os pacientes têm cada vez mais dificuldades para realizar seus movimentos diários porque são cada vez mais dolorosos.

Essa doença progressiva pode levar à cirurgia e ao encaixe de próteses para substituir a articulação defeituosa (prótese do quadril, joelho…). O tratamento médico tenta controlar a dor com exercício para preservar a mobilidade do membro afetado.

Um estudo recentemente destacou os benefícios da yoga para a artrose.

O exercício é essencial para canalizar a evolução da patologia. A yoga, de fato, parece perfeita para pacientes com osteoartrite!

Posturas simples, sempre realizadas com delicadeza, oferecem benefícios reais de acordo com as capacidades dos pacientes:

– Construção muscular ao redor das articulações,

– Maior flexibilidade articular,

– Redução da dor,

– Gerenciamento de estresse e relaxamento.

 

O Progel é o companheiro perfeito de todo atleta. Faça seu pedido
Ligue
📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

 

Fonte: https://bit.ly/2X7xui7

Bolsa Atleta Pódio: Mais Recursos Para os Atletas de Ponta

progel
08 Abr

Uma das principais iniciativas do Plano Brasil Medalhas foi implantar a Bolsa Atleta Pódio, instituída pela lei nº 12.395, de 16 de março de 2011. A Bolsa Pódio é uma nova categoria do programa Bolsa Atleta, com a finalidade de apoiar atletas com chances de disputar finais e medalhas olímpicas e paraolímpicas. As bolsas variam entre R$ 5 mil e R$ 15 mil.

progel

Como Ser Contemplado no Bolsa Pódio

Para ser contemplado, o atleta deve atender critérios definidos na lei, como estar situado entre os 20 melhores do ranking mundial ou na prova específica da modalidade. Após cumprir os critérios e ter sido indicado por sua confederação esportiva, em conjunto com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), ou pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), o atleta precisa enviar um plano esportivo para análise dos membros do COB (ou CPB), da confederação e do Ministério do Esporte. Depois de aprovado em todas as frentes, o contemplado tem seu nome publicado no Diário Oficial.

 

Uma vez que o atleta é aprovado, passa a ter direito ao benefício por 12 meses e só ao fim desse prazo é feita a reavaliação de sua permanência.

 

Os atletas paralímpicos foram os primeiros a enviar os planos esportivos para análise e se tornaram os primeiros aprovados. Assim, em 2 de agosto de 2013, a presidenta Dilma Rousseff recebeu uma delegação de atletas do CPB no Palácio do Planalto, em Brasília, e anunciou os primeiros beneficiados com a Bolsa Atleta Pódio.

 

No ciclo Rio 2016 foram patrocinados 322 atletas, sendo 202 olímpicos e 120 paralímpicos. Com duas listas divulgadas em 2017, o programa conta, atualmente, com 239 patrocinados para o ciclo Tóquio 2020.

 

O Progel é o companheiro perfeito de todo atleta. Faça seu pedido
Ligue
📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

Fonte: https://bit.ly/1ZYxZFe

Esporte Ciclismo BMX

progel
01 Abr

Características do esporte, regras básicas, resumo, pista, informações sobre o ciclismo BMX nas Olimpíadas, origem do esporte, curiosidades.

 

Introdução, origem e história do Ciclismo BMX

Conhecido popularmente como Bicicross, o Ciclismo BMX é um esporte de corrida com bicicletas em pistas de terra. Estas pistas (cerca de 400 metros de extensão) são irregulares, com presença de muitos obstáculos e dificuldades (lombadas, rampas, morros, curvas acentuadas, valetas e ondulações). Os ciclistas, para vencer estes obstáculos, além de agilidade e rapidez, devem dominar técnicas de manobras radicais. O vencedor de uma corrida é aquele que chega primeiro.

O ciclismo BMX surgiu na Califórnia (Estados Unidos) em 1968. Sua origem está relacionada como uma espécie de adaptação do Moto Cross para bicicletas. Nas décadas de 1970 e 1980, o esporte se espalhou pelo mundo, chegando inclusive no Brasil. A primeira federação internacional de BMX foi fundada em 1981. O primeiro campeonato mundial foi realizado em 1982, na cidade de Las Vegas (EUA). Em 2008, nos Jogos Olímpicos de Pequim, o ciclismo BMX fez sua estreia como esporte olímpico.

 

As bicicletas de BMX

As bicicletas utilizadas pelos ciclistas desta modalidade são específicas e possuem características adaptadas às condições das pistas. São bicicletas leves, resistentes e de pequeno porte. Geralmente possuem rodas de aro 20 e pneus apropriados para a terra. Elas possuem apenas uma marcha e um freio (roda de trás).

 

Regras básicas:

 

– O ciclista deve utilizar uma bicicleta com características determinadas pela organização da competição. Ou seja, todos devem competir com bicicletas com rodas de mesmo tamanho, além de outras características.

– Todos os ciclistas devem usar equipamentos de segurança obrigatórios como, por exemplo, capacete com protetor de boca, joelheira, luvas, tênis e roupas apropriadas. Como as quedas ocorrem com frequência neste esporte, estes equipamentos são primordiais para garantir a segurança dos ciclistas.

– A corrida deve começar numa rampa (com oito metros aproximadamente) para que os ciclistas ganhem velocidade logo no início.

– Os ciclistas não podem fazer manobras ou movimentos que derrubem propositalmente outros ciclistas.

 

Você sabia?

 

– Nos Jogos Olímpicos de 2016, Estados Unidos e Colômbia se destacaram no Ciclismo BMX. No masculino, o ouro ficou com Connor Fields, enquanto no feminino a colombiana Fabiana Pajon foi quem ganhou a medalha de ouro.

– A sigla BMX são as iniciais de Bicycle Moto Cross, sendo que a letra X faz referência ao verbo cruzar (cross).

– O maior medalhista olímpico no ciclismo BMX é o ciclista da Letônia Maris Strombergs. Ele ganhou duas medalhas de ouro, sendo uma nas Olimpíadas de 2008 e outra nas Olimpíadas de 2012.

– A organização internacional que regulamenta o esporte e organiza eventos e campeonatos é a UCI (União Ciclística Internacional), com sede na Suíça. Ela foi fundada no ano de 1900.

– As competições de ciclismo BMX (masculino e feminino) nas Olimpíadas de 2016 foram realizadas no Centro Olímpico de BMX. A pista de terra tem cerca de 400 metros de extensão.

– O termo holeshot é usado quando um cliclista termina a primeira curva da pista em primeiro lugar.

 

Esse esporte pode resultar em várias quedas e dores musculares, por isso não deixe de ter o PROGEL sempre na mochila

Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:

Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

Fonte: https://bit.ly/2V4ORza

Conheça o Roller Derby, Esporte Sobre Patins Que Está Dominando o Brasil

progel
25 Mar

Mais de 20 ligas participaram do primeiro campeonato brasileiro de Roller Derby que aconteceu este mês, no Rio de Janeiro.

 

Mais de 100 meninas de 20 ligas de todo o país participaram este mês do primeiro campeonato de Roller Derby, que aconteceu em outubro no Rio de Janeiro. Organizado por Patricia Correa, redatora do Caldeirão e derby girl nas horas vagas, as atividades começaram com um workshop de estratégias de jogo ministrado por um juiz americano e em seguida, um dia cheio de disputas, como num campeonato de verdade nos mesmo padrões dos que acontecem nos Estados Unidos.

Roller Derby é um fenômeno que vem crescendo tanto no Brasil quanto no exterior de maneira impressionante. A dinâmica do jogo tem bastante contato, mas não é um esporte agressivo, e sim de estratégia. Funciona assim: dois times se enfrentam durante 60 minutos, divididos em jogadas de dois minutos. Entre cada jogada, há um intervalo de 30 segundos. Cada time tem 14 jogadoras, cinco vão para a pista, mas apenas uma marca pontos (chamada de jammer), cada vez que consegue passar as jogadoras do time adversário. As outras quatro (chamadas de blockers) não marcam pontos, mas fazem uma barreira para dificultar a passagem da jammer do outro time e abrem brechas para facilitar a passagem da jammer do seu time.

 

Nesse jogo, os meninos só têm vez como árbitros, treinadores ou staff. Os times recebem nomes descolados como Sugar Loathe Derby Girls (Rio de Janeiro), “Wing City Angels” (Brasília) e “The Black Hearts Derby Girls” (Espírito Santo). Nas camisas, nomes divertidos que definem a identidade de cada patinadora no mundo do roller derby.

 

Esse esporte pode resultar em várias quedas e dores musculares, por isso não deixe de ter o PROGEL sempre na mochila

Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:

Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

Fonte: https://glo.bo/2FkJfdE

SKATEBOARD

progel
18 Mar

O skate é uma das modalidades de esporte radical mais praticadas do Brasil. Segundo a Confederação Brasileira de Skate, existem hoje 8,5 milhões de skatistas em território brasileiro e, de acordo com pesquisa do instituto Datafolha, um em cada dez lares brasileiros possuem no mínimo um praticante da modalidade.

Mas para entender melhor essa enorme identificação do brasileiro com o skate, precisaremos retornar às origens do esporte.

 

HISTÓRIA DO SKATEBOARD

O skate nasceu na Califórnia, em meados do final dos anos cinquenta e início dos anos sessenta. Berço de inúmeras praias em sua costa, a prática do surf já era muito difundida naquela época em meio aos californianos. Foi quando, em Los Angeles, em uma época de maré baixa e monotonia nos mares que banhavam as belas praias da cidade que um grupo de surfistas resolveu solucionar aquele problema levando as pranchas para o asfalto que se deu início a uma nova modalidade de esporte radical – na época chamado de “sidewalk surf”.

 

DIFERENTES TIPOS DE PRÁTICA DE SKATE

É imprescindível para todo amante desse esporte conhecer todos os diferentes tipos de modalidades. São as mais variadas, para todos os gostos:

 

STREET

O Street talvez seja a modalidade mais praticada, por sua flexibilidade e praticidade: você precisa apenas do skate, a rua e sua criatividade. Explorar a cidade e descobrir novos picos para andar e executar as manobras é algo especial para todos que possuem o skate na veia.

 

Atualmente, devido à alta exposição, a modalidade Street possui um campeonato profissional de nível mundial chamado Street League, do qual participam os principais atletas vindos do cenário underground de todas as partes do mundo. Entre esses astros, figura o brasileiro Luan de Oliveira, que chegou a ganhar a Street League em 2015.

 

VERTICAL

O Vertical (também chamado de Vert) é uma das modalidades mais praticadas de skateboarding, sendo que pode ser praticado em diversos lugares: bowl, half-pipe, mini ramp ou grandes rampas de skate. A prática favorita para os que gostam, literalmente, de voar com o carrinho e lugar de execução das manobras mais ousadas e perigosas como o 900º, manobra na qual o atleta – durante um aéreo bastante alto realiza um giro de 2 voltas e meia enquanto está no ar. Se habilita?

 

Ao alcançar um alto nível na prática do skate Vertical, os skatistas mais habilidosos costumam se arriscar na Megarrampa, um tipo de rampa que vem se tornando bastante popular especialmente a partir do final dos anos 90 e da qual o nosso atleta Bob Burnquist é um dos principais idealizadores, sendo inclusive Tetracampeão da Megarrampa.

 

DOWNHILL

O Downhill é a modalidade das ladeiras. Os skatistas que curtem velocidade e adrenalina optam por essa prática. Ao descer as mais inclinadas ruas de asfalto, o atleta executa manobras como slides. Mas cuidado! Geralmente para este tipo de categoria é importantíssimo estar munido de equipamentos de segurança como luvas, joelheiras, cotoveleiras e capacetes.

 

FREESTYLE

Apesar da grande mídia focar, majoritariamente, no Vert e Street, o Freestyle Skateboarding é uma das categorias mais interessantes e antigas do mundo do skateboarding. Com uma grande proximidade ao Street, podemos dizer que grande parte das manobras que se tornaram populares um dia foram testadas no Freestyle.

 

O “Estilo Livre” é caracterizado pela total falta de restrições. A criatividade é a chave para o sucesso nessa modalidade, sendo possível executar movimentos fora do padrão para o esporte radical, como manobras com o skate na vertical e virado com o shape para baixo e diferentes tipos de giro sem nem mesmo sair do lugar.

 

MANOBRAS DE SKATE

Para aqueles que estão iniciando na prática agora, a Oakley preparou um guia com as principais manobras da modalidade:

 

OLLIE

O Ollie é a manobra mais básica do skate, pois serve de base para a realização da maioria das outras manobras. Consiste em “saltar” com o carrinho, tirando ele do chão sem usar as mãos, podendo ser usado para passar por obstáculos ou até mesmo “pegar” uma beirada ou corrimão, executando a famosa manobra Grind.

O Ollie é executado da seguinte forma:

– Posicione o pé de trás exatamente no limite do tail (parte de trás do shape)

– Posicione o pé da frente no meio do shape

– Ao mesmo tempo em que chuta a pra baixo a parte de trás do shape, pule com o skate “chutando” para a frente com o pé que está no meio do shape

 

Para aqueles que ainda não possuem muita prática, o Ollie pode ser um desafio e tanto. Mas não se preocupe, após aprender o Ollie você estará pronto para elevar o nível do seu skateboarding a uma próxima etapa.

 

FLIP

O Flip é um passo depois do Ollie, e existem diferentes tipos de flip. O padrão para essas manobras é o skate executar um giro no seu eixo vertical (ou vertical e horizontal, ao mesmo tempo) durante o Ollie.

Principais tipos de flip:

– Flip

– Double Flip

– Heelflip

– Hardflip

– Varial Flip

– Kickflip

 

DROP

O Drop é um dos principais movimentos a serem aprendidos ao ‘migrar’ do skate horizontal para o vertical. Basicamente, “dropar” é o movimento necessário para partir de uma extremidade da rampa ou bowl para a execução das manobras no pico.

É necessário perder o medo de soltar o peso do corpo e confiar no skate para não cair enquanto está “dropando”. Como pode ser executada em rampas e picos de diferentes alturas, o Drop pode ser uma manobra de alta adrenalina e de certo risco, ocasionalmente.

 

MANUAL

Uma das manobras mais famosas do Street, derivada do Freestyle. Consiste no equilíbrio do skatista enquanto anda com o skate apoiado na parte traseira do carrinho – ou frontal, no caso do Front Manual.

 

VARIAL/SHOVE-IT

Enquanto no Flip o skate executa um giro vertical, no shove-it o carrinho executa um giro 180º, sem o atleta pular ou sair muito do chão.

Já no Varial, o skatista precisa executar o mesmo giro 180º do shove-it, porém durante o Ollie. Este movimento também é conhecido como Pop Shove-It.

 

Esse esporte pode resultar em várias quedas e dores musculares, por isso não deixe de ter o PROGEL sempre na mochila

Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:

Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

Fonte: https://bit.ly/2FfGImb