Esportes de aventura para praticar em São Paulo e arredores

esportes para se aventurar em são paulo e arredores
24 Jun

Aqui na capital e em cidades próximas, você também pode praticar algumas dessas atividades. Confira a seleção de endereços e escolha o seu esporte:

Resultado de imagem para ESCALADA

ESCALADA

 

Antes de alcançar o cume da cordilheira Karakoram, entre Paquistão, China e Índia, assim como o fazem os alpinistas veteranos Mark Richey e Steve Swenson no filme “Velha Guarda” — exibido às 19h no domingo (23) — , é possível iniciar os treinamentos na 90 graus.

 

O espaço possui 14 paredões para escalada com corda. O mezanino e a parte térrea do edifício também têm paredes destinadas à prática sem corda.

 

Além de uma média de seis profissionais que treinam por lá, quem não possui prática também é bem-vindo. Com a companhia de um instrutor, a diária custa R$ 26,00 (sem equipamento) e R$ 39,00 (incluindo cadeirinha, mosquetão e sapatilha).

 

Onde: Avenida João Pedro Cardoso, 107 – Campo Belo

Contato: (11) 5034-8775

Imagem relacionada

SLACKLINE

 

Desafiar a lei da gravidade é o passatempo preferido de Andy Lewis, praticante de slackline que atravessa abismos inacreditáveis no filme ”Sketchy Andy” — exibido sábado (22), às 21h, e domingo (23), às 19h. Antes de encarar um desafio dessa altura, que tal começar algumas aulas em um parque ou praça de São Paulo?

 

De acordo com Eric Volpi, personal da Fit Five, eles atendem em qualquer lugar onde exista estrutura para fixação da fita, como árvores e concretos, com 30 centímetros de diâmetro e 2 metros de profundidade. Um espaço bastante utilizado pelos profissionais é o Parque Burle Marx, menos agitado do que o Ibirapuera.

 

A atividade exercita equilíbrio e consciência corporal de crianças a partir de 3 anos até adultos com 80 anos. Após uma primeira aula experimental, a hora custa R$ 100,00 por pessoa (preço que varia de acordo com a quantidade de praticantes e o número de aulas).

 

Os treinos duram entre 45 minutos e 1 hora e 30 minutos, podendo ser feitos em até quatro vezes na semana em dias intercalados, para descanso da musculatura. Os professores levam todo o equipamento necessário para a prática.

 

Onde: condomínios, praças e parques, como o Burle Marx (Av. Dona Helena Pereira de Morais, 200 – Vila Andrade)

Contato: (11) 5087-8904

Esporte de aventura – Canoagem – Raia olímpica da USPEsporte de aventura – Canoagem – Raia olímpica da USP

(/)

Resultado de imagem para canoagem

CANOAGEM

 

Embora a falta de vida dos mais famosos rios da cidade desestimulem a prática, saiba que navegar em uma canoa pode proporcionar um visual tão incrível quanto o presenciado pelas jovens Sophie Windsor Clive e Liberty Smith: a revoada conjunta de milhares de pássaros em uma ilha irlandesa. O filme “Ilha” será exibido no domingo (23), no bloco das 19h.

 

Em São Paulo é possível dar as primeiras remadas na raia olímpica da USP, com o instrutor Vit Vanicek. O treino para grupos de até sete pessoas dura 1 hora e 15 minutos, e pode ser feito às segundas (19h30 – 22h), terças até quintas (6h30 – 9h / 19h30 – 22h), sextas (6h30 – 9h) e aos sábados (9h30 – 13h). A mensalidade é de R$ 90,00 por uma aula na semana.

 

No caso de personal, os horários são mais flexíveis e o custo sobe para R$ 120,00 por treino. Todo o equipamento necessário é oferecido pelo professor.

 

Onde: raia olímpica da USP (Praça 02, Prof. Rubião Meira, 61)

Contato: (11) 9 8127-4399, Vit Vanicek

 

Esporte de aventura – Mountain Bike – Tribo do Pedal SelvagemEsporte de aventura – Mountain Bike – Tribo do Pedal Selvagem

(/)

Resultado de imagem para MOUNTAIN BIKE

MOUNTAIN BIKE

 

As manobras intensas realizadas pelo ciclista Danny MacAskill na fita “Revoluções Industriais” têm como cenário lugares abandonados que inspiram a vontade de ser radical. Pois, a 40 quilômetros de São Paulo, na cidade de Mairiporã, é possível se aventurar em cima de uma magrela.

 

Em finais de semana e feriados, a equipe da Tribo do Pedal Selvagem organiza passeios de bicicleta com saídas às 9h e também no período noturno. Os níveis dos percursos vão do número 1 ao 8, que representam o fácil e o dificílimo. Outra variação é o ritmo das pedaladas, podendo ser lentas até ligeiras.

 

No próximo domingo, por exemplo, o Circuito da Ponte Amarela, de 24 quilômetros, é ideal para iniciantes do esporte. Para participar, basta comparecer na sede do grupo, um pouco antes das 9h, com a própria bicicleta, capacete, água e alimentos (como frutas e barras energéticas). O preço é de R$ 28,00 por pessoa.

 

Onde: Clube de Campo de Mairiporã (R. Dra. Sinharinha, s/n – Mairiporã / SP)

Contato: (11) 9 9802-2249, Mazinho

 

Esporte de aventura – Surf – Companhia AthleticaEsporte de aventura – Surf – Companhia Athletica

(/)

Resultado de imagem para surfe

SURFE

 

Embora o mar desperte o fascínio em muitos surfistas profissionais, como aqueles que enfrentaram ondas gigantes no litoral do Taiti, experiência registrada no filme “Código Vermelho” — exibição sexta (21), às 21h45 —, é preciso tomar cuidado.

 

Pensando nisso, as unidades Kansas e Morumbi Shopping da Companhia Athletica oferecem treinamento nas piscinas para crianças de 7 a 14 anos e de 3 a 14 anos, respectivamente. As aulas estão inclusas no plano para crianças, cujo valor é de R$ 381,00 por mês.

 

No caso dos adultos, cada pessoa paga R$ 80,00 (além da mensalidade da academia, cujo menor valor é de R$ 448,00), que inclui 2 horas de aula na piscina durante a semana e aulas práticas na praia no fim de semana. Quem optar por fazer treinos adicionais no mar, paga R$ 65,00 por aula a mais.

 

A academia oferece toda a estrutura e equipamentos como prancha, camiseta de lycra, parafina, leash (cordinha) e profissionais especializados.

 

Onde: Rua Kansas, 1582 – Brooklin / Av. Roque Petroni Júnior, 1089 – MorumbiShopping Piso Superior

Contato:  (11) 5105-7000 (Unidade Kansas) e (11) 5188-2000 (Unidade MorumbiShopping)

 

Se você pratica algum desses esportes ou qualquer outro, esporadicamente pode sofrer de dores musculares e está propenso a contusões e outros tipos de lesões. A PROGEL SPORTS tem um GEL MASSAGEADOR! Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:

Ligue 📞 11 2036.0770

📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

.

.

.

Fonte: https://bit.ly/2Xm5R8E

 

Esporte Ciclismo BMX

progel
01 Abr

Características do esporte, regras básicas, resumo, pista, informações sobre o ciclismo BMX nas Olimpíadas, origem do esporte, curiosidades.

 

Introdução, origem e história do Ciclismo BMX

Conhecido popularmente como Bicicross, o Ciclismo BMX é um esporte de corrida com bicicletas em pistas de terra. Estas pistas (cerca de 400 metros de extensão) são irregulares, com presença de muitos obstáculos e dificuldades (lombadas, rampas, morros, curvas acentuadas, valetas e ondulações). Os ciclistas, para vencer estes obstáculos, além de agilidade e rapidez, devem dominar técnicas de manobras radicais. O vencedor de uma corrida é aquele que chega primeiro.

O ciclismo BMX surgiu na Califórnia (Estados Unidos) em 1968. Sua origem está relacionada como uma espécie de adaptação do Moto Cross para bicicletas. Nas décadas de 1970 e 1980, o esporte se espalhou pelo mundo, chegando inclusive no Brasil. A primeira federação internacional de BMX foi fundada em 1981. O primeiro campeonato mundial foi realizado em 1982, na cidade de Las Vegas (EUA). Em 2008, nos Jogos Olímpicos de Pequim, o ciclismo BMX fez sua estreia como esporte olímpico.

 

As bicicletas de BMX

As bicicletas utilizadas pelos ciclistas desta modalidade são específicas e possuem características adaptadas às condições das pistas. São bicicletas leves, resistentes e de pequeno porte. Geralmente possuem rodas de aro 20 e pneus apropriados para a terra. Elas possuem apenas uma marcha e um freio (roda de trás).

 

Regras básicas:

 

– O ciclista deve utilizar uma bicicleta com características determinadas pela organização da competição. Ou seja, todos devem competir com bicicletas com rodas de mesmo tamanho, além de outras características.

– Todos os ciclistas devem usar equipamentos de segurança obrigatórios como, por exemplo, capacete com protetor de boca, joelheira, luvas, tênis e roupas apropriadas. Como as quedas ocorrem com frequência neste esporte, estes equipamentos são primordiais para garantir a segurança dos ciclistas.

– A corrida deve começar numa rampa (com oito metros aproximadamente) para que os ciclistas ganhem velocidade logo no início.

– Os ciclistas não podem fazer manobras ou movimentos que derrubem propositalmente outros ciclistas.

 

Você sabia?

 

– Nos Jogos Olímpicos de 2016, Estados Unidos e Colômbia se destacaram no Ciclismo BMX. No masculino, o ouro ficou com Connor Fields, enquanto no feminino a colombiana Fabiana Pajon foi quem ganhou a medalha de ouro.

– A sigla BMX são as iniciais de Bicycle Moto Cross, sendo que a letra X faz referência ao verbo cruzar (cross).

– O maior medalhista olímpico no ciclismo BMX é o ciclista da Letônia Maris Strombergs. Ele ganhou duas medalhas de ouro, sendo uma nas Olimpíadas de 2008 e outra nas Olimpíadas de 2012.

– A organização internacional que regulamenta o esporte e organiza eventos e campeonatos é a UCI (União Ciclística Internacional), com sede na Suíça. Ela foi fundada no ano de 1900.

– As competições de ciclismo BMX (masculino e feminino) nas Olimpíadas de 2016 foram realizadas no Centro Olímpico de BMX. A pista de terra tem cerca de 400 metros de extensão.

– O termo holeshot é usado quando um cliclista termina a primeira curva da pista em primeiro lugar.

 

Esse esporte pode resultar em várias quedas e dores musculares, por isso não deixe de ter o PROGEL sempre na mochila

Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:

Ligue 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com

 

Fonte: https://bit.ly/2V4ORza

O que acontece no seu corpo enquanto você pedala?

benefícios pedalar
18 Jan

Post na Revista Bicicleta aponta os benefícios que o pedalar traz ao organismo.

Mas, atenção: respeite seus limites físicos e evolua gradualmente

Um bom caminho é começar nos finais de semana, quando o trânsito é mais leve.

Depois, inclua um ou dois dias da semana na sua rotina para o trabalho ou para a escola.

pedalar é saúde

10 minutos: Benefícios na musculatura, irrigação sanguínea e articulações.

20 minutos: O corpo começa a desfazer-se do cortisol, hormônio ligado ao estresse.

30 minutos: Há melhoras a nível cardiovascular, influenciando positivamente nas funções do coração.

40 minutos: Aumenta a capacidade respiratória, melhorando o fluxo de oxigênio e sangue no cérebro.

50 minutos: O corpo libera serotonina e endorfina, as substâncias do bem-estar.

60 minutos: O metabolismo acelera e intensifica o controle de peso, com efeito antiestresse e bem-estar geral.

Fonte: https://bit.ly/2HgL9jC

Antes ou depois de pedalar, não esqueça de usar o Progel Sports!

Adquira agora através dos seguintes contatos:

📞 11 2036.0770

📧 progelmassageador@gmail.com

Mercado Livre: https://bit.ly/2wV4ZZY

5 esportes ao ar livre para praticar nessas férias

exercício nas férias
21 Dez

Nessa época de férias é normal bater aquele tédio às vezes. É uma delícia poder acordar tarde, comer besteira, assistir suas séries preferidas e pegar uma praia. Só que se seus dias de folga duram muito, a gente acaba ficando na mesmice e não aproveitando ao máximo o que esse tempo a mais tem para oferecer.

Na minha lista de metas para esse ano, tinha colocado que queria praticar mais esportes ao ar livre. Infelizmente, não fiz tudo que eu queria, mas deu sim para curtir alguns bons passeios de bicicleta em Nova York, por exemplo.

Selecionei 5 esportes que estou doida para praticar nesse verão!

MERGULHO

Seja em uma viagem incrível para uma praia paradisíaca ou pertinho da onde você mora. Procure uma praia por perto e se jogue no mar! Eu amo água e acho que adoraria tentar um mergulho mais profundo. Se você tem medo de usar cilindros e todos aqueles equipamentos, que tal tentar um passeio de snorkel? É uma delícia, lindo e super refrescante!

CAMINHADA / CORRIDA

corrida

Esse não tem desculpa! Uma bela caminhada ou uma corridinha dá para fazer em qualquer lugar do mundo! Nada melhor do que conhecer uma cidade e suas ruas a pé (ou de bike). Você repara muito mais nas coisas ao seu redor, curte o dia mais intensamente e ainda faz um exercício! Outra ótima ideia para quem curte mais aventura são as trilhas! No Rio de Janeiro eu sei que tem várias maravilhosas e tenho certeza que quase todas as praias também!

BICICLETA

Eu sou fã de bike! É um meio de transporte incrível para quem mora em cidades planas, praianas e algumas com ciclovias. Aqui em São Paulo tem muitos lugares para passear de bike, como a Avenida Paulista e diversos parques. Além de ser mais saudável, você não pega nenhum trânsito e aprecia melhor os seus passeios.

SLACKLINE

slackline

Sempre vejo várias fotos do pessoal fazendo o slackline e morro de vontade de tentar. Apesar de saber que é díficil se equilibrar, tenho certeza que deve ser bem divertido tentar com os amigos. Uma ótimo opção para quem fica na casa de praia sem fazer nada quando cai aquela chuvinha de verão.

SURFE

surfe

Outro esporte um pouquinho mais complexo, mas muuuito incrível! Praia e mar acalmam muito e quem tiver a oportunidade de fazer algumas aulas deve amar! Esse esporte é lindo até para quem não entende quase nada e assiste na areia. Tenho certeza que vale muito a pena ter aulas e pelo menos ficar em pé na prancha por um tempinho.

Aliás, o stand-up também parece uma delícia e acho que é um pouquinho mais fácil de praticar!

Fonte: https://bit.ly/2R9BfEd

Mesmo nas férias, tenha sempre Progel Sports com você antes ou após a prática de atividade física.

Adquira agora através dos seguintes contatos:

📞 11 2036.0770

📧 progelmassageador@gmail.com

Mercado Livre: https://bit.ly/2wV4ZZY

3 treinos de bike para você emagrecer em 1 mês!

14 Nov

Dizem que quem começa a pedalar regularmente, não quer parar nunca mais. Além de liberar endorfina, é uma atividade que torneia as pernas, melhorar o condicionamento cardiorrespiratório, relaxa e ainda queima calorias. Imagina só, emagrecer pedalando e em apenas 30 dias? Saiba que é possível.
Estudos mostram que, em treinos de 1h, a média de gasto calórico pode chegar a 1.100 calorias, dependendo da intensidade e do nível de condicionamento do ciclista. Nada mau, certo? “A otimização da perda calórica é possível graças à possibilidade de se aumentar a intensidade do exercício, elevando a frequência, o que a bike proporciona”, diz Ronaldo Martinelli, professor da academia Bio Ritmo (SP).
Caso você seja apressado e queira ver resultados significativos já no primeiro mês de pedaladas, fique sabendo que os treinos devem ser intensos e intervalados (quando se alterna picos de intensidade com descanso). Intercalar estímulos fortes com períodos de recuperação acelera a eliminação dos pneuzinhos, de acordo com vários estudos atuais. “Ao longo do treino, o estoque de glicogênio (fonte primária de energia das células) se esgota e o corpo começa a usar a gordura para se manter em movimento. Por isso, a queima calórica é mais alta”, diz Gustavo Berkhout, professor da academia Reebok Sports Club (SP).
Para que você seja bem-sucedido no seu projeto de incinerar vários quilos, a SPORT LIFE montou, com a ajuda de especialistas, treinos específicos para serem realizados em uma bike durante um mês.

 

Primeiro, aprenda a monitorar seus batimentos cardíacos, depois faça a sua escolha e prepare-se para emagrecer pedalando por aí:

  1. POR DENTRO DA FREQUÊNCIA CARDÍACA: Frequência cardíaca sublimiar = 65% da frequência cardíaca máxima | Frequência cardíaca limiar = 75% da frequência cardíaca máxima | Frequência cardíaca supralimiar = 85% da frequência cardíaca máxima | Frequência cardíaca supralimiar intenso = 95% da frequência cardíaca máxima.
  2. Calcule a sua frequência cardíaca máxima: Não existe dificuldade. Basta usar a seguinte regrinha para saber qual é o seu limite de esforço: 220 – sua idade = frequência cardíaca máxima.
  3. Se você tiver 30 anos, por exemplo, o cálculo deve ser o seguinte: 220 – 30 = 190 | Nesse caso, 65% da sua FC máx. serão 123 batimentos por minuto (multiplique 190 por 0,65). Para contar os batimentos, encoste os dedos indicador e médio no pulso ou no pescoço e sinta.

 

Ergométrica: combine frequência cardíaca e cadência

Com a bike estacionária ou ergométrica, o treino é confortável e superseguro, já que a sua postura fica mais perfeita do que nos treinos feitos em outros modelos. Não é por isso, no entanto, que você não vai suar a camisa. “Na ergométrica, você emagrece. Além de fortalecer o coração e a musculatura das pernas, ela é responsável pela manutenção da boa postura”, conta Juliana Romantini, professora da academia Cia Athletica, unidade Anália Franco (SP).
Mas é preciso ficar atento à frequência cardíaca (para isso é necessário ter um frequêncímetro) e à cadência da pedalada. Você consegue ler ou conversar durante o exercício?
Isso é sinal de que o treino está fácil demais. “Nesse caso, diminua os intervalos de recuperação ou aumente os picos de intensidade, elevando os batimentos cardíacos”, diz Juliana.

 

Spinning: o treino power na bike

Desde o início dos anos 1990, as aulas de spinning são sensação nas academias. No começo deste ano, o Colégio Americano de Medicina do Esporte publicou as perspectivas e as tendências do fitness para 2013. De acordo com esse balanço, o spinning foi a única aula que se manteve durante os últimos anos como uma das mais frequentadas pelos alunos.
Isso porque essa atividade traz resultados expressivos em um curto espaço de tempo. O gasto calórico acontece de forma intensa por conta do que se chama de movimento cíclico. “E é importante focar, também, na técnica correta do movimento a fim de potencializar o treino. Não adianta aumentar a intensidade se a qualidade da pedalada estiver ruim. Isso pode gerar lesões”, explica Berkhout.
Como no treino anterior, o que será feito no modelo de spinning também está relacionado à frequência cardíaca e à sensação de esforço. Mas agora é possível controlar a intensidade da pedalada visando à maximização do gasto calórico.
Para isso, são feitos treinos anaeróbios – em torno ou acima de 85% da frequência cardíaca máxima – ou aeróbios, como o de endurance, quando há a estabilização em 75% da frequência cardíaca máxima. “Esses picos de frequência durante o treino se mostram muito efetivos, uma vez que o treino intervalado ajuda no gasto calório durante e depois do treino”, diz Berkhout.

 

Mountain bike: vá pra rua

Se você prefere sentir o vento no rosto, aposte neste treino que usa uma mountain bike. Nesse caso, você deve usar o sistema de marchas como aliado para aumentar a percepção de esforço. “Para que o treino seja proveitoso, é importante, ainda, levar em conta o tempo e a intensidade do exercício, segundo uma escala de 1 a 10”, explica Gilberto Ambrogi, professor de bike da academia Bio Ritmo (SP).
Para deixar a sessão ainda mais difícil, e despachar calorias extras, você também pode investir em percursos mais complicados. “Para tanto, as principais estratégias são a inclusão de terrenos com subida e que permitam variações de ritmo, de velocidade e de cadência”, ensina Martinelli. Certamente, a ação do vento, a velocidade e a resistência do pedal farão com que você consiga elevar o gasto calórico.

 

Supere seus limites com o massageador Progel!
Garanta o seu: 📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com
🛒Ou compre também no Mercado Livre: Clique aqui: https://bit.ly/2wV4ZZY

 

Fonte: https://bit.ly/2QHziv8