ESPORTES RADICAIS MAIS PRATICADOS NO BRASIL

27 Mai

Quando falamos em esportes radicais, logo nos remete aqueles esportes que dão um friozinho na barriga. Que eleva à adrenalina e que exigem muita ousadia do praticante, ou ainda esportes praticados ao ar livre. Em contato com a natureza, explorando o espaço físico com certo atrevimento. A palavra certa para a realização desse esporte é aventura.

 

Agora se você acha que esporte radical é aquele nas alturas, ou enfrentando ondas gigantes e velocidades impressionantes, calma. Existem muitos outros esportes considerados radicais em solo e bem mais tranquilos. Ainda assim são recheados de emoção, como por exemplo, o trekking, que é na verdade uma caminhada de alguns dias em lugares às vezes exóticos, natural e cheio de rotas. Um bom exemplo de trekking famoso é o caminho de Santiago de Compostela, na Espanha.

 

As palavras de ordem daqueles que gostam e praticam os esportes radicais são: disposição, ousadia, coragem e amor à natureza. Afinal, não é para qualquer um enfrentar o vento, o frio, o calor, a fúria da água ou alturas tenebrosas e quedas bruscas, além de velocidades sem limites. Tudo isso está no DNA dos apaixonados por esporte radical.

Se você se identificou com esses adjetivos, neste post vamos falar um pouco mais sobre estes esportes, as modalidades e os mais praticados no Brasil.

skate-esportes-radicais-progel-sports

O Que São Esportes Radicais?

O termo esporte radical surgiu no final da década de 1980. Estes Considerados esportes com alto grau de risco físico, principalmente por serem executados em condições de perigo extremo. Sua principal característica é o aumento da adrenalina no corpo humano e podem ser de cunho competitivo ou não.

 

Esportes Radicais Mais Praticados no Brasil e Seus Benefícios

As paisagens brasileiras favorecem os esportes radicais, o clima, a vegetação e o relevo diversificados faz com quem no Brasil sejam praticadas diversas modalidades consideradas radicais. Os esportes mais praticados no Brasil e seus benefícios são:

Skate

Proporciona grande gasto calórico, tonifica a musculatura, o skate trabalha de forma simultânea a parte aeróbica e a parte anaeróbica, contribuindo para melhoras cardiorrespiratórias. Além disso contribui para a melhora da flexibilidade e o equilíbrio, o skate também contribui para a socialização.

 esportes radicais mais praticados no brasil

Surfe

Melhora do condicionamento físico, aumento da capacidade respiratória, ganho de força, velocidade e potência, contato com a natureza e é claro melhor qualidade de vida.

 

Rafting

Beneficia o condicionamento físico, reduz risco de estresse, além de trabalhar a musculatura do abdômen, bíceps, ombro e pernas, desenvolve habilidades como liderança e trabalho em equipe.

 

Voo livre

As duas principais modalidades são parapente e asa delta, seu principal benefício é o contato com a natureza e também auxilia no tratamento de estresse, o voo livre contribui para a flexibilidade, já que é necessária a realização de alongamentos e aquecimentos antes do voo.

 

Rapel

Controla a ansiedade, melhora a concentração e a coordenação motora, aumenta a força muscular, fortalece ossos e músculos, reduz o estresse.

paraquedistas-esportes-radicais-brasil

Paraquedismo

Alívio do estresse, aumento da força dos membros superiores, ajuda no enfrentamento do medo e ajuda no contato com a natureza.

 

Os esportes radicais no geral, trazem muitos benefícios, pois dão aquela sensação de liberdade, contribuem para enfrentar medos, além de fornecer muita adrenalina, o que ajuda no alívio do estresse e da ansiedade, ou seja, é quase que uma terapia. Beneficia a mente e o corpo, proporcionando uma sensação de bem-estar, além de contribuir para a autoconfiança e superação.

 

Esses esportes também exigem do praticante dedicação, respeito, coragem, senso de responsabilidade e muito deles trabalham diversos grupos musculares, melhoram a coordenação motora, aumentam a força e o equilíbrio, além de melhorar a agilidade, a concentração e consequentemente a autoestima!

 

Se você pratica algum desses esportes ou qualquer outro, esporadicamente pode sofrer de dores musculares e está propenso a contusões e outros tipos de lesões. A PROGEL SPORTS tem um GEL MASSAGEADOR! Faça já o seu pedido e receba o PROGEL em casa:


Ligue
📞 11 2036.0770
📧 Email: progelmassageador@gmail.com
 

 

Fonte: https://bit.ly/2WW7shX

Esportes que você deveria praticar

artes marciais
16 Jul

Praticar esportes é muito bom, quem já ficou vidrado em algum sabe do que estou falando – aquela ansiedade para chegar a hora do treino ou fim de semana para ir praticar um pouco. Esportes são perfeitos para o desenvolvimento físico e mental. 

O esporte gera motivação, lazer, diversão e saúde, esse último quando praticado corretamente, claro (esporte é saúde). Esportistas defendem seu esporte, motivam outros a praticar e tentam estar por dentro de tudo o que acontece naquele universo.

A seguir listo alguns esportes que todos deveriam praticar, mesmo que por um certo período. Essa lista reflete minha opinião e experiência. Ok? Claro que toda atividade gera algum benefício físico e mental. Talvez o esporte que você pratica não esteja citado, mas adoraria – e os outros leitores também – de ver nos come.tários os benefícios e as capacidades que ele pode nos trazer.

Artes Marciais

Treinar alguma arte marcial é fundamental, esse esporte além de condicionamento físico, resistência e força muscular, proporciona também disciplina, maior controle das emoções e do corpo.

Esse esporte, quando praticado por uma criança e/ou adolescente, contribui para o aumento da disciplina. Para o adolescente e o adulto esse esporte também ajuda a controlar a ansiedade e o stress, problemas comuns da sociedade.

Algumas artes ficaram tachadas como esporte violento por maus profissionais do passado (e alguns do presente). Não podemos condenar o esporte, procure mestres que mostram a arte marcial além da luta.

Esportes de quadra

volei

Refiro-me a esportes coletivos como futsal, basquete, vôlei e handebol que são ótimos para o desenvolvimento do trabalho em equipe e consciência do coletivo.

Você deve estar perguntando: futebol de campo e rugby também podem desenvolvem essa capacidade? A grande diferença é que os esportes de quadra são trabalhados em grupos menores e em um espaço menor, o que acaba exigindo maior empenho de todos do time.

São bem dinâmicos que exigem do atleta resistência, visão, decisão rápida além de trabalhar com a bola, o que promove maior coordenação e percepção corporal.

Essas são algumas das capacidades que esses esportes podem evoluir, não é à toa que estão na grades escolares – são bem completos para o desenvolvimento de uma criança.

Esportes de Prancha

longboard

Andar de skate, surfar, praticar snowboard ou longboard – quem já praticou algum deles sentiu aquela boa adrenalina. Claro que todos os outros mencionados anteriormente também podem produzir o hormônio, porém você só irá senti-lo em momentos de maior risco.

Quem pratica esses esportes radicais são mais seguros e confiantes, aprendem a controlar as emoções e a fazer decisões rápidas.

Esportes de prancha aumentam muito o equilíbrio, propriocepção, coordenação motora, força no CORE, resistência muscular e percepção corporal.

Trekking e Escalada

escalada

Menciono esses dois com a seguinte razão: proporcionam contato direto com a natureza.

Poderia citar vários outros, mas acredito que esses dois são os que possibilitam que paremos para reparar no ambiente à nossa volta além de vermos as dificuldades e os caminhos em que o meio ambiente nos conduz.

São atividades que na prática nos ensinam a respeitar a Mãe Natureza.

Essas foram algumas indicações e razões do porquê treinar esses esportes. Cada um deles gera um desafio que força uma superação – e nos superar é muito bom!

Agora é com vocês – indique um esporte e…

Bom Treino.

Fonte: https://bit.ly/2LkMHGK

Gostou? Compartilhe! Curta nossas páginas no Facebook e Instagram.

COI inclui novas modalidades e categorias olímpicas para 2020

Modalidades Olimpíadas 2020
07 Mai

No dia 09 de junho, o Conselho Executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou, na Suíça, a programação de eventos para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Entre as principais decisões estão a inclusão do Basquete 3×3 e do BMX Freestyle, o aumento da participação feminina e novas competições mistas, como o revezamento 4x400m no atletismo, o revezamento 4x100m medley na natação, além das disputas de equipes mistas no judô. A decisão marca um importante passo na evolução do programa olímpico, igualando os gêneros e rejuvenescendo a competição.

“Os novos eventos que aprovamos hoje, junto com os cinco novos esportes que foram adicionados ano passado, representam uma mudança gradual no programa olímpico. Estou muito feliz que os Jogos Olímpicos de Tóquio serão mais jovens, urbanos e com mais mulheres”, disse o presidente do COI, Thomas Bach.

A decisão do COI leva a um aumento de 15 eventos e a maior representatividade feminina na história olímpica. Em Tóquio, o número de eventos mistos irá dobrar de nove para 18 nos Jogos Rio 2016.

O Basquete 3×3 fez parte, com sucesso, dos Jogos Olímpicos da Juventude Cingapura 2010 e Nanquim 2014. E a próxima edição, em Buenos Aires 2018, já contará também com o BMX Freestyle. Em agosto de 2016, em assembleia realizada no Rio de Janeiro, o COI admitiu por unanimidade a entrada do surfe, skate, escalada, beisebol/softbol e karatê como esportes olímpicos.

A inclusão irá aumentar para 321 o número de eventos olímpicos (eram 306 no Rio). Se forem incluídas as medalhas distribuídas para as modalidades que começarão a ser disputadas em Tóquio (surfe, skate, escalada, caratê, beisebol e softbol), o número de eventos sobe para 339.

A inclusão dessas novas modalidades, no entanto, não deve resultar em um aumento significativo no número de atletas que participarão dos Jogos. Isso porque o COI também informou o número de vagas por modalidade. A maior diminuição aconteceu no atletismo, que terá 105 atletas classificados a menos a partir dos Jogos de 2020. A próxima Olimpíada também terá 22 nadadores a menos.

Levantamento de peso (com 64 atletas a menos) e lutas (com 56 atletas a menos) também tiveram baixa significativa no número de participantes. Nesses casos, o intuito foi de equiparar o número de homens e mulheres classificados.

No total, os esportes que já faziam parte do programa olímpico terão 285 esportistas a menos para que sejam acomodados 474 atletas das novas modalidades. Resultando em um incremento de 189 atletas.

Confira a lista das mudanças para Tóquio 2020:

  • Atletismo: Inclusão do revezamento 4x400m (misto)
  • Basquete: Inclusão do 3×3 (masculino e feminino)
  • Boxe: Mudança de dois eventos masculinos por dois femininos
  • Canoagem: Mudança de três eventos masculinos por três femininos
  • Ciclismo BMX: Inclusão do Freestyle (masculino e feminino)
  • Ciclismo Pista: Inclusão do Madison (masculino e feminino)
  • Esgrima: Inclusão da disputa por equipe (masculino e feminino)
  • Judô: Inclusão da disputa por equipes (mista)
  • Natação: Inclusão dos 800m (masculino), 1.500m (feminino) e revezamento 4x100m medley (misto)
  • Remo: Mudança de um evento masculino por um feminino
  • Vela: Mudança de uma categoria mista
  • Tiro com Arco: Inclusão da disputa por equipes (mista)
  • Tiro Esportivo: Mudança de três eventos masculinos para eventos mistos
  • Tênis de Mesa: Inclusão das duplas mistas
  • Triatlo: Inclusão do revezamento por equipes (misto)
  • Levantamento de Peso: Redução de uma categoria masculina

Fonte: https://bit.ly/2KGqALh

Gostou do artigo? Qual desses esportes que entraram nas Olimpíadas você curtiu mais? Deixe seu comentário.

Acompanhe nossos conteúdos pelo site e pelas redes sociais do Progel Sports (@progelsports) no Facebook e Instagram.